Belo Horizonte: (031)3371-6072 WhatsApp: (031)97401-8723 | Juiz de Fora: (032)3321-7418 WhatsApp: (032)99953-4717 E-mail: locamed@locamed.com.br

Atendimento Whatsapp Atendimento Whatsapp

O Outono e as Doenças Respiratórias

senhora-espirrando

As doenças respiratórias podem afetar as pessoas em qualquer época do ano, mas se intensificam durante o outono. Nessa época é preciso ter cuidados especiais, já que as características da estação colaboram para surgimento e disseminação de alguns problemas de saúde.

E para te ajudar a se prevenir, desenvolvemos este artigo completo. Nele, você vai conhecer as características dessa estação, as doenças mais recorrentes e os tratamentos mais adequados.

Vamos lá?

O outono e a queda de imunidade

casal-deitado-na-cama-com=gripe

O outono começa no hemisfério sul no dia 20 de março, a estação está entre o período do verão e do inverno, por isso, une aspectos de ambos.

Caracteriza-se por variações bruscas de temperatura: dias quentes e noites frias. Queda da umidade do ar e maior incidência de ventos são outras características do período.

Com a variação de temperaturas e com o tempo seco, vem a queda da imunidade e a proliferação de fungos e bactérias, e com elas, doenças respiratórias.

A imunidade é responsável por realizar a defesa do corpo contra a invasão de vírus, bactérias e protozoários. Os principais sintomas da imunidade baixa estão relacionados à diminuição das defesas do organismo contra parasitas que acabam afetando nossa saúde.

Fique atento aos sintomas mais comuns de imunidade baixa, mas lembre-se de sempre consultar um médico em todos os casos:

  • Infecções recorrentes
  • Doenças simples, como gripes, que demoram a passar
  • Febres frequentes e calafrios
  • Cansaço excessivo
  • Náuseas e vômitos
  • Queda acentuada de cabelo

 

O outono e a proliferação de doenças

ambientes-fechados-doencas-outono-locamed

O outono é propício para o surgimento de doenças por diversos fatores.Isso porque a queda de temperaturas vem acompanhada de queda de umidade e o ar seco resseca as mucosas do aparelho respiratório, da garganta, por exemplo. Esse ressecamento reduz a produção de secreções responsáveis pela imunidade do organismo.

O frio propriamente não tem relação nenhuma com o contágio, mas são nas baixas temperaturas que os vírus ficam mais ativos e, por isso, infectam mais pessoas.

Além disso, as pessoas permanecem mais em ambientes fechados para se aquecerem. Ou seja, maior número de vírus e pessoas em ambientes fechados é o cenário perfeito para a disseminação de doenças.

Outro fator são as alergias e doenças causadas por fungos e ácaros. Chega o frio, as pessoas vão pegar seus casacos, na maioria das vezes guardados em armários e sendo cultivo de microrganismos. Outro fator é a poeira que vai atingir mais, uma vez que o sistema respiratório estará ressecado.

Todo esse panorama contribui para a ocorrência de enfermidades.

Doenças frequentes no outono

sintomas-doencas-outono-locamed

As doenças ou infecções respiratórias podem surgir em qualquer região do trato respiratório, afetando as vias aéreas superiores ou altas, como as narinas, garganta ou ossos do rosto, até as vias aéreas inferiores ou baixas, como os brônquios e pulmões.

Os sintomas mais comuns das doenças respiratórias são:

  • Coriza;
  • Tosse, que pode conter secreção ou não;
  • Obstrução das narinas pela secreção;
  • Mal estar;
  • Febre;
  • Dor torácica;
  • Dor de cabeça;
  • Pode haver dor de ouvido;
  • Pode haver conjuntivite.

Bronquiolite

É uma infecção do trato respiratório inferior, ou seja, dos pulmões. É mais perigosa que as infecções das vias aéreas superiores, uma vez que é um processo pneumônico. É adquirida por vírus e atinge com mais frequência crianças pequenas porque elas têm o sistema imunológico mais sensível.

Assim como qualquer doença viral, é autolimitada, vai passar. Não adianta tomar antibiótico, os remédios existentes são para aliviar os sintomas, porém o organismo é responsável por combater o vírus. Tem uma característica repetida em que o pior dia da doença é o 5º e partir daí o quadro clínico começa a melhorar.

Os sintomas são idênticos às outras doenças desse período, porém é mais grave, por isso é importante se consultar com um médico.

Gripe

A gripe é a protagonista entre as doenças de outono e altamente contagiosa. A gripe é provocada pelo vírus Influenza, contagiando-se através de gotículas dispersas no ar e também pelo contato com superfícies contaminadas, e debilita a função do pulmão, gargantas e nariz, provocando um mal-estar generalizado por todo o corpo.

O próprio organismo é o responsável pelo combate da doença, sendo extremamente recomendado o repouso, hidratação constante e alimentação saudável.

Pneumonia

A pneumonia traz mais complicações que a gripe. Essa doença se caracteriza pela infecção dos pulmões, podendo danificá-los por completo.

Assim como as outras doenças, a pneumonia é provocada pela ação patológica de bactérias ou vírus nas vias respiratórias. Casos de pneumonia devem ser tratados de forma cuidadosa, a partir do uso de antibióticos, ou, em alguns casos, tendo a necessidade de internação.   

Sinusite

 

A sinusite é a inflamação repetitiva da região interna dos seios do rosto, e é bastante comum durante o outono. É provocada por decorrência de ação viral, bacteriana ou por reações alérgicas, e não é considerada contagiosa. Essa doença provoca grande desconforto, além de fortes dores de cabeça, febres, tonturas e congestionamento nasal.

O tratamento é definido de acordo com a situação de cada paciente, podendo ser necessário o uso de analgésicos, descongestionantes e antibióticos. Dependendo da acentuação da doença e da frequência com que se repete, o paciente poderá passar por tratamento contínuo ou até cirúrgico.

Rinite

A rinite é uma inflamação da mucosa que reveste a cavidade do nariz e seios do rosto. Ela é identificada por sintomas como obstrução, coriza, espirros, coceira ou até mesmo mudanças no olfato, podendo durar por mais de uma hora, até dias consecutivos.

Essa inflamação não é contagiosa e pode ser tratada através do uso de antialérgicos e descongestionantes, mas o tratamento mais eficaz é evitar locais fechados, com grande umidade e mofo.

Laringite

A laringite é uma inflamação que ocorre na laringe, causada por ação viral e bacteriana, além do consumo exagerado de bebidas geladas.

Normalmente, a laringite não provoca muita dor no paciente, mas ocasiona tosse seca constante e rouquidão.

Essa inflamação pode ser um quadro isolado, porém costuma surgir como sintoma de outras infecções respiratórias. Seu tratamento é simples, e inclui bastante hidratação, repouso e, dependendo do caso é necessário o uso de antibióticos.

Resfriado

O resfriado é bastante confundido com a gripe devido à semelhança entre os sintomas, no entanto tendem a ser mais passageiros e incluem tosse, congestionamento nasal, coriza, dor no corpo e dor de garganta leve.

Para evitar o contágio do resfriado, basta seguir algumas medidas simples, como por exemplo: lavar bem as mãos e com frequência,  usar lenços de papel ao espirrar e evitar locais com fechados com muitas pessoas.

Não existe nenhuma vacina que cure o resfriado, mas seus sintomas podem ser reduzidos através do uso de soro fisiológico para lavar as narinas, bem como repousar, se hidratar e se alimentar de forma saudável.  

Como evitar a proliferação de doenças

limpeza-casa-doencas-outono-locamed

O tempo propicia maior disseminação de doenças, então é necessário redobrar os cuidados para evitar o contágio, confira!;

– Evitar ambiente com muitas pessoas e sem ventilação! Caso esteja em uma sala de aula, por exemplo, certifique-se que as janelas estão abertas e ligue o ventilador, deixe o ar circular!;

– Higienize os espaços sempre e troque a roupa de cama pelo menos uma vez por semana! Essa medida evita a proliferação de ácaros!

– Lave regularmente suas mãos e ande com um álcool gel!

– Quando for espirrar ou tossir, cubra a boca com a parte interna do cotovelo!

– Evite exposição a variações bruscas de temperatura!

– Feche as janelas na hora do banho, para evitar exposição a bruscas mudanças de temperatura.

– Não compartilhar objetos como garrafas e copos.

Cuide de si mesmo

alimentacao-adequada-prevenir-doencas-locamed

É importante cuidar da saúde para reforçar a imunidade e passar o outono e o inverno sem contrair doenças. O inverno, por sua vez, intensifica esse quadro, uma vez que as temperaturas são mais baixas ainda.

A seguir algumas dicas para reforçar a imunidade

  • Beba bastante água
  • Converse com o seu médico sobre a possibilidade de você utilizar própolis, pois é um antimicrobiano natural que pode ajudar na prevenção de infecções
  • Se alimente bem! Consuma alimentos como frutas cítricas, folhas escuras e probióticos
  • Se exercite
  • Durma bem

É importante cuidar da saúde o ano todo, mas nesse período, redobre a atenção! Caso adoeça, é melhor estar saudável para não evoluir para nenhuma complicação! Preserve-se!

As orientações aqui descritas devem ser adotadas apenas após orientação  e recomendação médica. O artigo não tem o objetivo de prescrever tratamentos. Ele é apenas informativo.

Comentários

Desenvolvido por Guia-se - Agência de Marketing Digital