Belo Horizonte: (031)3371-6072 WhatsApp: (031)97401-8723 | Juiz de Fora: (032)3321-7418 WhatsApp: (032)99953-4717 E-mail: locamed@locamed.com.br

Atendimento Whatsapp Atendimento Whatsapp

Saiba quando um cuidador de idosos é necessário

quando-necessario-cuidador-idosos-locamed

Você sabe qual é o momento ideal para se contratar um cuidador(a) de idosos? Quais são as tarefas que um cuidador(a) deve ficar responsável no trabalho? Lembre-se sempre, só o fato de ser idoso não justifica a necessidade de um cuidador(a)!

Antes de se contratar qualquer ajuda, é essencial que toda a família envolvida na vida do idoso procure alguém que, além de oferecer ajuda nas tarefas diárias, seja uma boa companhia e tenha bastante paciência com a jornada de trabalho que, muitas vezes, não é algo fácil.

A decisão de se procurar ajuda é uma responsabilidade muito grande, e exige observação da família, análise dos recursos financeiros e um diálogo sincero e aberto com os indivíduos da terceira idade.

Separamos algumas dicas, a seguir, para que você tome uma decisão consciente, com base em situações específicas quando a presença de um cuidador se mostra necessário.

necessidade-cuidador-idosos-como-avaliar-locamed

  • Quando o idoso coloca a própria segurança em risco.

Situações como esquecer a panela com o fogão ligado, esquecer a chave para o lado de fora da porta, acumular muito lixo dentro de casa, diminuir a higiene pessoal drasticamente e se esquecer de se medicar regularmente são apenas alguns exemplos de quando o idoso atinge uma fase em que é preciso de ajuda para que a sua própria segurança não seja colocada em risco.

  • Quando o idoso não consegue se alimentar sozinho.

No momento em que o idoso se torna incapaz de fazer as próprias compras no supermercado e preparar sua refeição sem colocar sua segurança em perigo, é essencial que seja contratada ajuda. Além de preparar as refeições corretamente, o(a) cuidador(a) também é responsável por fornecer ao idoso uma dieta saudável para que sua saúde não fique prejudicada.

  • Quando o idoso apresenta perda de memória.

A perda de memória é bastante comum na terceira idade. Eles acabam esquecendo coisas comuns do dia a dia, o que deixa a qualidade de vida bastante prejudicada. Por mais que o idoso esteja desenvolvendo sua perda de memória lentamente, é recomendado que tenha ajuda desde o início de suas dificuldades, para que ele se acostume com outra pessoa o quanto antes, evitando desentendimentos quando a condição já estiver mais avançada.

  • Quando o idoso está muito debilitado fisicamente.

Com a chegada da terceira idade, o idoso começa a ter complicações clínicas de doenças crônicas que vão se desenvolvendo com o passar dos anos, assim como a fragilização da ossatura, dificuldade de mobilidade, maior propensão em contrair doenças cujos tratamentos podem deixar sequelas, além de serem suscetíveis a AVC´s.

Assim como problemas físicos, também é extremamente comum que os idosos se tornem vulneráveis à depressão e outros problemas emocionais, causados por situações novas, como aposentadoria, viuvez, a ausência dos filhos, dentre outros. Portanto é muito importante contratar alguém que, além de ajudar com as dificuldades físicas, ajude também no apoio à problemas psicológicos.

É comum que muitas vezes, com a chegada da terceira idade, o idoso comece a encontrar maiores dificuldades em se locomover pela própria casa. Isso acontece por diversos motivos, como a perda de mobilidade que pode ocasionar quedas, assim como a possibilidade de convulsões, possíveis casos de perda de memória, falta de ar e, principalmente quando o idoso precisa do auxílio de bengalas, cadeiras de rodas ou andadores.

Em casas com escadas, muitos cômodos, muitas quinas e objetos que quebram, é recomendado que o idoso procure ajuda, especialmente se morar sozinho, para que assim evite maiores complicações.

Quais as principais funções de um cuidador de idosos

funcoes-cuidador-idosos

As tarefas atribuídas ao cuidador dependem do grau de necessidade do idoso. Existem diversos casos onde a pessoa que está sendo cuidada acaba precisando muito mais de uma companhia em si, do que cuidados mais dinâmicos durante a sua rotina.

Vamos listar a seguir algumas tarefas que o cuidador deve cumprir em relação à higiene pessoal, remédios, alimentação, companhia e auxílio nas atividades domésticas, lembrando sempre que essas atividades podem variar dependendo da condição do idoso:

  • Cuidados com a higiene pessoal do idoso:

cuidados-aparencia-idosos-cuidador-locamed

A higiene pessoal deve ser um dos aspectos que mais requerem atenção do cuidador perante o idoso pois a falta dela pode ocasionar diversas complicações de saúde, incluindo o surgimento de feridas, fungos, bactérias, mau odor etc.

Os principais cuidados com a higiene do idoso são:

– Auxílio em banhos

– Troca de fraldas

– Auxílio em escovar os dentes

– Limpeza das mãos

– Cortar as unhas

– Auxílio no cuidado com o cabelo

É importante enfatizar que aqueles que estiverem em boas condições de saúde devem ser estimulados pelo cuidador para realizarem uma boa higiene pessoal.

  • Colaborar com a saúde do idoso

tarefa-cuidador-idosos-administrar-remedios-locamed

O cuidado com a saúde envolve administrar a rotina de remédios do idoso, organizar as datas de consultas médicas, procurar incentivar o idoso para fazer atividades físicas, como caminhadas leves ou pilates, cuidar para que não faltem medicamentos e que todos estejam dentro da data de validade.

Também é extremamente importante que o responsável cuide para que a saúde do idoso se mantenha constante, verificando sempre se não há manifestação de sintomas ou se está sentindo dor ou desconforto, além de reações negativas aos medicamentos.

  • Ser uma companhia agradável para o idoso

cuidador-idosos-companhia-agradavel-locamed

Ao contratar um cuidador de idosos é preciso pensar muito além do que apenas uma ajuda para as tarefas diárias do idoso. Um cuidador, inevitavelmente, acaba se tornando um acompanhante diário e, nada mais justo do que procurar alguém que seja uma companhia agradável, empática, generosa, atencioso, paciente, prestativo e proativo, para que a relação com o idoso seja proveitosa.

As funções de um cuidador são inúmeras e é preciso refletir bastante antes de contratar qualquer ajuda, pois pode interferir diretamente na saúde e disposição do idoso caso não haja uma boa adaptação.

Além disso, lembre-se de debater o assunto com todos os membros da família, principalmente com aquele que vai receber os cuidados, para que a experiência seja proveitosa e duradoura para todos os envolvidos.

As orientações aqui descritas devem ser adotadas apenas após orientação e recomendação profissional. O artigo é apenas informativo.

Gostou do artigo? Ficou com alguma dúvida? Tem alguma sugestão? Deixe o seu comentário.

Comentários

Desenvolvido por Guia-se - Agência de Marketing Digital